15 de set de 2009

Homem gordo de saco cheio


Sou um homem gordo. Isso não é o problema. O problema é que tenho uma irmã endocrinologista.

Uma endocrinologista não suporta ter irmão gordo... Marketing negativo, eu acho.


Essa semana ela me acusou de ser grau 2 chegando à morbidade. Não parou nesta delicadeza. Tem dito que minhas múltiplas comorbidades tem impacto negativo em minha qualidade de vida - bem, sempre achei que qualidade de vida é um conceito inventado para vender alguma coisa, de microondas a carro.

Displidêmico, ela xingou hoje pela manhã. Versando-me no assunto dia-a-dia, respondi na lata que meu perfil antropométrico é problema meu.

Acabo emagrecendo pelo cansaço um dia, porra, juro. Outro desabafo: noto que minha irmã aprendeu a xingar com uma classe que nunca sonhei ter.

7 comentários:

Stace disse...

dá bola pra ela não! ahhh eu preciso te falar que eu trabalho em uma loja de classificados de jornal! (sério mesmo). e fiquei super contente em vc me add!! gosto muito do teu senso de humor! bjo!

Priscila Milanez disse...

Muito bom, Saulo! rs

Celine Ramos disse...

Classuda mesmo.

mantenha seu nível.

Natali disse...

"Qualidade de vida começa com quali, da sadia!" rsrsrsrs

Mas olha, eu tenho muitos motivos para crer que qualidade de vida tem mais haver com um corpo satisfeito do que com um corpo "perfeito" (o que significa enquadrado em um padrão de mercado - como dissestes, dessa coisas que só existem para se vender)!

Paulo Bono disse...

Genial, Ribeiro!

Anônimo disse...

depois de ler seu texto, agradeço aos céus minha mãe ter feito pedagogia! imagina o inferno que seria minha vida se ela aprendesse a usar esse vocabulário especializado da tua irmã?!

:)

abrá

lu

Robinho disse...

Caraleo! ainda bem que minha irmã não fez nada... hahahaha